7 benefícios da integração do e-commerce em um sistema ERP

O comércio eletrônico se transformou em uma maneira revolucionária de vender os produtos a um custo relativamente barato. Nas últimas décadas, muitas empresas optaram por criar a sua loja online, além da loja física. Tudo pela necessidade de estar visível no meio digital e pela facilidade proporcionada aos consumidores.

Entretanto, com a evolução da tecnologia, algumas empresas estão criando apenas a loja online. Nesse caso, costumam usar uma plataforma de comércio eletrônico e um sistema ERP como dois componentes separados, dificultando o gerenciamento da empresa.

Uma dica é ter um sistema ERP integrado ao e-commerce. Assim, é possível gerenciar as vendas online, juntamente do gerenciamento interno eficiente dos negócios.

Abaixo listei alguns dos principais benefícios que a integração pode trazer para o seu e-commerce.

Otimização da funcionalidade

A integração de um software ERP permite fazer uma gestão mais precisa do estoque, podendo enxergar a disponibilidade praticamente em tempo real. Permite aos clientes visualizarem e acessarem as informações referentes ao inventário disponível e ao status do último pedido. Também possibilita o rastreio das remessas a partir do número serial. Contribui para a redução de custo das operações e otimiza a experiência do cliente com a sua loja — elevando sua satisfação.

Redução do custo do estoque

O e-commerce utiliza as informações de estoque para verificar a disponibilidade dos produtos. Porém, quem de fato faz a gestão dos estoques é o ERP. Ele analisa os movimentos (ou melhor, as vendas), para determinar a necessidade de compra ou uma eventual promoção.

A loja virtual exige uma gestão de estoques mais apurada, principalmente em negócios onde existe muita diversificação de produtos. Nesse caso, previne uma imobilização excessiva de capital parado no estoque.

Com recursos como Curva ABC e gestão de custos, o ERP analisa as vendas em um período, indica qual o estoque mínimo para atender às demandas do e-commerce e também para não acumular estoques excessivos — que costumam aumentar os custos com o estoque.

Emissão de relatórios financeiros

Um aplicativo de comércio eletrônico pode gerar facilmente relatórios financeiros de contas a receber das vendas realizadas. A gestão financeira propriamente dita, entretanto, pode ser melhor gerenciada com um ERP. Ele classifica as despesas e cruza com as disponibilidades de receitas, provendo um fluxo de caixa mais otimizado para a empresa.

Analisar o negócio somente pela dimensão das vendas é um erro comumente cometido por pequenos empresários. Acaba tratando a parte financeira, por exemplo, de forma superficial, por meio de um regime de caixa.

Com a integração do e-commerce com um ERP, tanto as vendas quanto os títulos a receber ficam armazenados e são gerenciados pelo ERP. Pode eventualmente enviar informações de cobrança direto para os clientes ou à loja virtual responsável pelo relacionamento com o cliente.

Ele também fornece dados como: de fluxo de caixa; cobranças; centro de custos; e demonstrativos de resultados (DRE). Garante, portanto, transparência sobre transações online e informações financeiras em toda a organização.

Produtividade e economia de tempo

O software ERP integrado simplifica vários processos de negócios e reduz o envolvimento de recursos humanos nos processos. Colaboradores não precisam inserir dados manualmente de uma plataforma para outra. A exemplo de informações de frete e de produtos, níveis de estoque, entre outros detalhes.

Ao invés disso, a comunicação ocorre automaticamente. Isso economiza tempo, reduz gastos e aumenta a produtividade dos funcionários para outras tarefas.

Todos os pedidos de vendas são automaticamente integrados ao sistema ERP. Além disso, qualquer pessoa com acesso ao ERP pode acompanhar instantaneamente o pedido e iniciar o processamento. Ou seja, o ciclo de atendimento de pedidos é reduzido.

Menos redundância e erro de dados

Com a integração, todas as informações, como os dados do cliente na web, os pedidos, as informações de pagamento e envio, são integradas ao software ERP.

Detalhes de item e estoque podem ser carregados diretamente do ERP para o portal de e-commerce, eliminando o retrabalho de digitar os dados novamente.

Cliente satisfeito

É muito fácil elevar o nível de satisfação do cliente ao fornecer informações atualizadas e em tempo real sobre o produto. O mesmo vale para detalhes de disponibilidade de estoque, rastreamento de pedidos no software de comércio eletrônico… É possível, inclusive, programar uma notificação automática que avisa quando o produto sai para a entrega — e rastrear a compra ao longo de sua jornada.

Ter conhecimento sobre cada etapa do processo de compra melhora a experiência do cliente e traz mais credibilidade para a sua empresa. Mesmo no caso de ocorrer algum problema — como um atraso na entrega ou falta do produto em estoque —, o conhecimento sobre a situação pode minimizar qualquer insatisfação.

Controle do negócio

A integração dos processos entre comércio eletrônico e ERP permite aos empreendedores gerenciarem tudo em um único local. Para isso, portanto, basta ter acesso à internet.

Se também houver uma loja física, é possível ter uma visão holística de todas as suas vendas, ajustando assim as estratégias do negócio.

Hoje o mundo dos negócios fala em “transformação digital”. O relacionamento com o cliente passa a ser digitalizado dentro das operações internas da empresa. As respostas devem ser ágeis e precisas, a fim de proporcionar uma experiência de compra impecável.

O setor de vendas passa por um processo mais intenso de digitalização. Há sistemas que utilizam plataformas de comunicação diferenciadas. Como por exemplo o chatbot integrado, que responde rapidamente o cliente, sem intervenção de operador humano. Portanto, podemos concluir que hoje não é admissível em uma empresa a coexistência de dois sistemas interdependentes que não estejam integrados.